segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Próspero ano e vamos ajudar



Um amigo, certa vez, indagado por mim sobre sua mania de nunca ir aos aniversários e nem ligar para desejar feliz natal ou feliz ano novo para alguém, assim me respondeu: "Não o faço, porque muitos o farão por mim. Prefiro agir quando estiverem desatentos, não por pretensão, mas por sinceridade." E essas palavras ficaram em minha mente, descansando até o dia de hoje; ficaram aqui comigo, até poderem ser compartilhadas. Não que ele (e nem eu) ache que todos os que desejam feliz ano novo no dia correto não são verdadeiros, mas é uma questão pessoal. Então hoje, seguindo o exemplo desta celebre pessoa, eu venho desejar a todos os meus amigos um próspero ano.



Quero salientar, neste momento, a importância de sermos unidos; de sermos vários. É fantástica a união! Juntos podemos tudo; podemos mudar o mundo em que vivemos mesmo que digam o contrário. Juntos somos todos. Mais ainda: juntos podemos ajudar aqueles que perderam tudo nas fortes enchentes que assolam nosso país. Por isso, hoje indico apenas algumas maneiras de doar para aqueles que precisam.



A Caixa Econômica Federal – O banco abriu uma conta corrente para ajudar as vítimas das chuvas no estado do Rio de Janeiro. As doações aos moradores das regiões em estado de emergência podem ser feitas na conta da Defesa Civil do Rio de Janeiro, número 2011-0, agência 0199, operação 006.



O Bradesco abriu uma conta para receber doações para vítimas das enchentes na Região Serrana do Rio. O próprio Bradesco fará o primeiro depósito. O beneficiário da conta é o Fundo Estadual da Assistência Social, agência 6570-6, conta corrente 2011-7.



O Itaú Unibanco – Aceita doações em favor de Fundo Estadual de Assistência Social do Estado do Rio de Janeiro: Itaú (341), Agência 5673, Conta 00594-7, CNPJ: 02932524/0001-46. Podem ser feitas pela internet, rede de agências e nos caixas eletrônicos Itaú. As agências também estão funcionando como postos de coleta de roupas, cobertores, agasalhos, calçados, materiais de limpeza e higiene, água e alimentos não perecíveis.



Vale lembrar que há muitas outras formas de ajudar. Não podemos fechar os olhos para a desgraça alheia. Caba a cada um, procurar a melhor maneira de fazer algo e para reforçar a ideia de que juntos somos todos anexo a postagem um vídeo de brasileiros cantando We Are The World:



Fica a mensagem.


 

Um comentário:

Alec Silva disse...

Isso aí, Paul!
Quem não puder ajudar com dinheiro, ajude com alimentos; caso não possa ajudar de outra forma, divulgue esta informação, mas não deixe de ajudar!

^^